Vereadores iniciam “Operação Renuncia”

O vereador Damasceno Junior (PSDC), alvo de um processo que poderá leva-lo a perder o mandato eletivo passou a ser assediado por colegas de parlamento nos últimos dias. Uma espécie de “Operação Renuncia” foi desencadeada, não se sabe exatamente por qual motivo, para tentar convencer o vereador a renunciar ao mandato antes de o processo ser votado em plenário. Damasceno está irredutível e acredita que irá se safar da cassação. Ele precisa que sete vereadores não votem pela cassação para escapar tranquilamente do processo em andamento na Comissão de Ética do Legislativo.

Terão coragem de cassá-lo?

Na Comissão de Ética é praticamente certo que os cinco vereadores irão recomendar a cassação de Damasceno, já em plenário a história parece ser outra. Há quem aposte que alguns vereadores poderão ter “dor de barriga” no dia da sessão extraordinária que irá definir o futuro do vereador acusado de se apropriar de parte dos salários de duas assessoras. Outros apostam que tem vereador que irá se declarar impedido de votar. Será que o “Branco de Neve” terá os seus sete anões? Damasceno pode escapar da pena máxima, mas mesmo assim continuará sendo investigado pelo Ministério Público.

E se ele abrir a boca?

Nas entrevistas que tem dado à Imprensa Damasceno, por várias vezes, sinalizou que outros vereadores também exigem devolução dos salários de assessores e que pode “botar a boca no trombone”. Se ele fizer isso terá que ter provas contundentes ou afundará de vez com possíveis novos processos dos colegas de Casa. Que coisa!

Já pode pedir música no Fantástico

O ex-governador Beto Richa (PSDB) foi preso pela terceira vez na manhã de hoje (19), desta vez em uma ação da Operação Quadro Negro. Só resta saber se o ministro Gilmar Mendes, do STF, irá soltá-lo hoje ou nos próximos dias. Nas outras duas vezes em que foi aprisionado, Mendes tirou o tucano da gaiola e proibiu de prendê-lo novamente. Os juízes de primeira instância têm conseguido driblar a proibição do ministro.

Redação

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.