Terceiro mais antigo do Brasil, Museu Paranaense comemora 145 anos com programação especial

Mupa possui acervo de 800 mil itens, um dos mais importantes da América Latina. Atualmente, além dos eixos temáticos História, Arqueologia e Antropologia, o museu abre espaço para conexão entre as ciências e a arte. Para comemorar o aniversário, haverá lançamento de aplicativo, palestras, visitas guiadas e apresentação do Quinteto de Sopro da Orquestra Sinfônica do Paraná.

Uma das instituições culturais mais importantes do Paraná e o terceiro mais antigo do Brasil, o Museu Paranaense (Mupa) completa 145 anos neste mês de setembro. É quase um centenário e meio de intensa pesquisa científica, cuidado, conservação e formação de um acervo que hoje possui aproximadamente 800 mil itens, constituindo um dos mais importantes da América Latina.

Ao longo de sua história, o Museu Paranaense já passou por diversas transformações: de instituição privada para pública; foi formado por áreas como geologia, mineralogia, botânica e paleontologia, e mudou de sede sete vezes.

Apesar de todas essas mudanças, sempre manteve seu compromisso em comunicar aos visitantes a diversidade e a riqueza dos povos, fauna e flora, bem como a história paranaense e brasileira. Atualmente, além dos eixos temáticos História, Arqueologia e Antropologia, o Mupa abre espaço para outras narrativas, criando conexão entre as ciências e a arte.

Em comemoração à data, o museu preparou uma programação ampla e diversificada para o público de todas as idades. Todas reforçam a proposta de valorização do seu acervo, que está em contínuo processo de atualização.

Confira a agenda:

Lançamento do Web Aplicativo do Jardim do Museu Paranaense

A área externa do Mupa é formada por um conjunto florístico e entomológico de grande interesse dos visitantes. O Web App será uma ferramenta para promoção da preservação das espécies vegetais e de insetos e contribuirá para uma experiência mais efetiva com a natureza. Lançamento dia 25 de setembro no site e redes sociais do museu.

Palestras sobre representatividade negra em museus etnográficos e históricos

A primeira mesa-redonda será “Acervos Afro-Diaspóricos, Decolonialidade e Museus histórico-antropológicos: restituição, exposição e outras discussões”, com as pesquisadoras Bruna Amaro, Renata da Silva Cardoso e Yumei Morales Labañino. Ainda sobre a questão relacionada à representatividade em museus, o encontro tem por objetivo pensar as culturas materiais e as representações sobre o afro-brasileiro em museus tanto no Brasil como no Exterior. A mesa será no dia 30 de setembro, às 19h.

A segunda mesa abordará “Representatividade negra nos museus: silenciamentos, questionamentos e reinvenções”, contará com a participação de duas importantes curadoras brasileiras, Keyna Eleison e Diane Lima. As convidadas farão análises críticas da relação entre museus e a racialização de seus espaços e acervos. A atividade ocorrerá em outubro.

Visitas mediadas à exposição Ephemera/Perpétua

De 20 a 30 de setembro, o público é convidado a conhecer mais de perto a história do Museu Paranaense, seu acervo e pesquisadores históricos, em visitas mediadas à exposição Ephemera/Perpétua, mostra de longa duração inaugurada em 2019.

Interdisciplinar, Ephemera/Perpétua estrutura-se por uma miríade de narrativas relacionadas à pesquisa científica, culturas, tempo e memória. Formada por um conjunto de mais de 180 objetos do acervo do Mupa e de outras coleções, a exposição permite que o brilhantismo de pesquisadores como Frederico Lange de Morretes, Günther Tessmann, Jesus Moure, Per Karl Dusén, Reinhard Maack, Vladimir Kozák e Wanda Hanke se destaque na mesma sintonia contemporânea da arte de Paulo Vivacqua, artista convidado que preparou uma obra especial e exclusiva para a exposição.

As visitas contarão com atividades especiais e serão realizadas com pequenos grupos. Será necessário agendamento prévio para a participação.

25/09 – mediação com ação educativa, mesas e cadeiras no espaço coberto. Crianças de até 12 anos acompanhadas por adultos. Das 10h às 11h30.

25/09 – mediação com jogos, faixa etária livre. Das 14h30 às 16h.

28/09 – mediação com jogos, faixa etária livre. Das 10h às 11h30.

30/09 – mediação com ação educativa, mesas e cadeiras no espaço coberto. Crianças de até 12 anos acompanhadas por adultos. Das 14h às 15h30.

Quantidade máxima de participantes: 12 pessoas.

Apresentação do Quinteto de Sopro da Orquestra Sinfônica do Paraná no jardim do Mupa

No mês de outubro, as celebrações de aniversário do Mupa continuam com um evento especial. O jardim do museu receberá o Quinteto de Sopro da Orquestra Sinfônica do Paraná para uma apresentação ao ar livre, aberta ao público. Continue acompanhando o site e redes sociais do Mupa para saber mais detalhes.

Acompanhe a agenda completa no site e redes sociais do museu:

Instagram: @museuparanaense

Facebook: / Museu Paranaense

www.museuparanaense.pr.gov.br

Foto: Kraw Penas/SECC

(AEN)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.