Technovação projeta Cascavel no cenário da inovação e da tecnologia

A apresentação do Coral “Encanta de Cascavel”, formado por crianças da rede municipal de ensino, abriu a segunda, na noite de ontem (2), edição da Technovação, Feira de Tecnologias de Cascavel. A feira é voltada para crianças, adolescentes e adultos, além de empresários com vivências de mercado, cientistas, desenvolvedores, educadores, empreendedores, estudantes e inventores. A Technovação acontece no centro de Convenções e Eventos de Cascavel até sábado (2), sob a organização e coordenação da Fundetec (Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico de Cascavel).

O prefeito Leonaldo Paranhos, logo após a abertura oficial do evento, percorreu todo o Centro de Convenções conhecendo os estandes e afirmou: “Cascavel, hoje, faz parte do cenário nacional e do cenário mundial. Temos aqui as ferramentas necessárias e somos conhecidos no mundo inteiro pela nossa produção; precisamos entregar também tecnologia, avanço, facilidades. É preciso pegar o jovem que não conhece como eram as coisas no passado e através da tecnologia, unir as duas pontas. E a Fundetec é uma ferramenta extraordinária que pode, sim, colaborar muito e fazer com que a inteligência destes jovens e profissionais possa conectar as informações e agregar valor e gerar empregos”.

A feira

A Technovação segue com uma programação variada. A ideia é, até o encerramento no dia 4, totalizar pelo menos 40 horas ininterruptas de atrações e 200 horas de palestras e oficinas em oito diferentes ambientes. Além de servir como principal evento articulador e promotor de inovação no Oeste do Estado, a Technovação premiará e reconhecerá as empresas mais inovadoras do Município de Cascavel, bem como as iniciativas inovadoras idealizadas por inventores independentes, empreendedores e demais instituições participantes.

“As pessoas que vierem à feira encontrarão aqui muita tecnologia, inovação e emoção. Teremos aqui, públicos diversificados de crianças de seis anos até o vovozinho. A dona de casa pode encontrar uma lixeira inteligente que fala com ela; o empresário que quer investir em um negócio e quase 50 start-ups propondo parcerias para investimento na Technovação 2019”,  disse Alcione Gomes, presidente da Fundetec.

Ele destacou ainda a importância do envolvimento dos servidores e parceiros na realização da Feira. “Pelo menos 60 pessoas se empenharam na organização, desde as 30 ligadas à Fundação e mais 30 parceiros envolvidos. A feira é realizada com recursos próprios do Município e conta com apoio da Fiep, CNPQ e patrocínios empresariais materializados em produtos ou viabilização de palestrantes, o que assegura o acesso totalmente gratuito aos visitantes”, completou.

Para todas as idades

Uma feira, oito ambientes e centenas de possibilidades. A Technovação conta com workshops, palestras, oficinas, disputas, atrações e novidades para o mais eclético dos públicos, desde crianças em fase pré-escolar até idosos com desejo permanente pelo conhecimento e a inovação.

O Centro de Convenções e Evento foi dividido em oito ambientes diferenciados, para o desenvolvimento das atividades, cada um com uma vasta programação. Os visitantes podem participar de acordo com o nível de interesse, conhecimento e idade.

Durante o evento será possível interagir, por exemplo, com um robô de três metros de altura e com bonecos que personificam personalidades históricas da ciência, como Albert Eistein, entre outros. Também participarão personagens do Cosplay, com o Homem de Ferro, Batman e muito mais.

A batalha de robôs tem mais de 120 equipes inscritas. Trata-se do Desafio CEEP de Robótica, evento do tipo competição entre robôs, construção de pequenos veículos alimentados por baterias e veículos controlados via bluetooth.

Também acontecem competições de games, arena de drones para o público testar manobras de pilotagem, oficina para crianças com a youtuber Paula Stephania, arena gastronômica, oficina de robótica, Startup Battle, Hackathon e muitas novidades.

No Fórum de Cyber Security, por exemplo, os visitantes poderão participar de palestras sobre a vulnerabilidade em aplicações Web, as melhores estratégias para proteger contra ataques digitais ou, ainda, porque o Burnout acontece na Segurança da Informação.

Há também o espaço FIC Oficinas, onde os participantes poderão executar pequenos projetos, como montar a própria estação meteorológica, entre outras atividades.

O Fórum 4.0 – Educação, assim como o Fórum de Energias Renováveis e Fórum 4.0 – Agro trazem renomados palestrantes.

Redação

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.