Soldado que atuou com bravura em feminicídio é homenageado pela Câmara

O soldado da Polícia Militar, Daniel Steinke, foi homenageado na Câmara de Cascavel, nesta terça-feira (26), por ter evitado um feminicídio, arriscando a própria vida. O voto de louvor e congratulações foi proposto através do Requerimento 16/2019, de autoria do vereador Policial Madril (PMB).

O crime aconteceu no dia 31 de janeiro, no Parque Verde, próximo à residência do policial, que estava de folga. Ele ouviu o pedido de socorro de uma vizinha que estava sendo esfaqueada por um homem. O soldado pulou o muro e deu voz de prisão ao agressor, que não apenas descumpriu a ordem como continuou agredindo a mulher. Por estar impossibilitado de usar sua arma de fogo sob o risco de ferir as demais pessoas na linha de fogo, o policial pulou um muro e foi atingindo por descarga elétrica da cerca instalada. Steinke então correu e abordou um carro que o levou até a cena do crime, onde o agressor ainda feria a mulher. Mesmo dando novamente voz de prisão, o soldado foi agredido pelo homem e conseguiu tirou a faca das mãos do agredir e imobilizá-lo, para que pudesse socorrer a vítima, que estava agonizando. Em seguida, equipes policiais e do corpo de bombeiros chegaram ao local e encaminharam a vítima ao hospital.

Para Madril, “a condução corajosa da situação, a presteza, a eficiência e a inteligência do policial merecem ser reconhecidos publicamente, bem como a atuação do policial mesmo fora do expediente”.

Em seu discurso na tribuna, Daniel Steinke agradeceu ao vereador e aos colegas, porém lamentou que tenha sido um fato tão trágico a motivar a ocorrência. “O Brasil é o quinto país do mundo que mais comete feminicídio. Precisamos mudar essa concepção atrasada de que não devemos agir neste tipo de situação. Temos que agir sim, interferir, chamar a polícia e confiar na atuação dos policiais”, destacou.

Assessoria de Imprensa/CMC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.