Proposta de reajuste de 12% faz Câmara repudiar a Sanepar

Vereador Romulo Quintino

Uma moção de repúdio à Agepar (Agência Paranaense de Regulação) foi aprovada nesta terça (23) pela Câmara de Vereadores de Cascavel. A moção 10/2019, liderada pelo vereador Romulo Quintino (PSL), tem por objetivo oficial repudiar o aumento autorizado pela Agepar e já anunciado pela Sanepar em 12,13% na fatura de água e esgoto que é cobrada da população cascavelense e por extensão a todo o estado do Paraná.

“Não é aceitável e nem justificável esse aumento na atual conjuntura financeira por que passam a maioria das pessoas. Há muitas famílias que não tem condições de arcar com os custos de impostos e taxas cobradas pelos entes públicos, e aí vem a Agepar, de forma inexplicável e coloca ‘goela abaixo’ um aumento na conta de água dos moradores. É um verdadeiro abuso o que foi feito pela agência”, afirmou Romulo.

O vereador destaca que como representante do povo cascavelense, não é possível aceitar que tais abusos sejam aplicados. “Por isso, nosso repúdio à esse aumento que penaliza a população e beneficia apenas os cofres da Sanepar”, finalizou o vereador Romulo Quintino.

Governo e MP
A moção será encaminhada também ao governo do estado do Paraná para que tenha conhecimento do descontentamento do povo cascavelense.
Romulo também apresentou denúncia ao Ministério Público. Para ele, houve quebra de contrato unilateral promovido pela Sanepar ao diminuir o consumo da tarifa mínima de 10 m3 para 5 m3 sem haver compensação financeira ao consumidor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.