Programa pretende ampliar serviços e horários de postos de saúde

O Ministério da Saúde é o serviço e os horários de atendimento das unidades de saúde da família (USFs). Por meio do programa Saúde na Hora, anunciado hoje (16), a ideia é disponibilizar mais recursos para as prefeituras que, em contrapartida, devem cumprir os requisitos para abrir as unidades de saúde sem horário de almoço, à noite e nos finais de semana, bem como eles mesmos estão suspensos.

“Esse programa inicia uma reorganização da atenção primária. O que é um exercício que facilita a gestão do município pode reorganizar o horário de exercício e o número de variáveis ​​e os indicadores mínimos de atendimento de suas unidades, priorizando um gestante, uma vacinação, e dando, às USFs, uma vez que são prédios O que está acontecendo às 7h às 11h às 17h ”, explicou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, hoje (16) ao anunciar o programa.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, anunciou novo programa para ampliar o atendimento das Unidades Básicas de Saúde (UBS) no país.  - José Cruz / Agência Brasil
O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, anunciou novo programa para ampliar o atendimento das Unidades Básicas de Saúde (UBS) no país. – José Cruz / Agência Brasil

Dessa forma, o que faz com que os gestores municipais se reorganizem ou sejam removidos do que atualmente, é de 40 horas semanais. “Acrescentamos os formatos de 60 e 75 horas semanais. Isso descompactar um aspeto de urgência das unidades de pronto atendimento e dos prontos-socorros ”, acrescentou.

Como unidades, também, de ampliar um serviço de atendimento à população. Entre os serviços a ser prestados estão o de acolhimento com classificação de risco; consultas médicas e de enfermagem nos três turnos; consultas de pré-natal; oferta de vacinação; coleta de exames laboratoriais; rastreamento de recém-nascidos, gestação e de doenças sexualmente transmissíveis; Os pequenos procedimentos injetáveis, curativos, além de pequenas cirurgias e suturas.

De acordo com as imagens do ministro, 336 USFs já estão funcionando em horário ampliado; e 2.289, municípios em 400 municípios, já estão prontos para participar do programa. The E-Gestor is also available. Apresente o seu caso porque ele é compatível com o novo modelo.

Segundo o Ministério da Saúde, há, no país, 42 mil postos de saúde. A maioria funciona sem regime de 40 horas semanais.

Mais recursos

The increase in repasses of the capacity of the model of ampliation of each unit.

Como USFs que ampliam de 40 para 60 horas, sem atendimento odontológico, com um incentivo de R $ 22,8 mil. Caso tenha atendimento de saúde bucal, o incentivo sobe para R $ 31,7 mil. Já como unidades que atendem o período de 75 horas semanais e fazem atendimento de saúde bucal recebendo um incentivo de R $ 60 mil. Quanto ao financiamento das USFs, repassa-se aumentos que variam de 106,7% a 122%.

A medida é, em 2019, o programa representou um aumento de R $ 150 milhões no orçamento das unidades, para atender cerca de 1 milhão de unidades – número que, segundo o ministro, pode ser ampliado para 1,3 mil em 2020; 1,7 mil em 2021; e 2 mil em 2022.

A portaria que institui o programa foi assinada durante uma pré-escola e deve ser publicada no Diário Oficial da União de amanhã (17).

(Agência Brasil)

Redação

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.