Passagem de Tufão Lekima pelo leste da China aumenta número de mortos

O número de mortos subiu para 18, quando mais cinco corpos foram encontrados neste sábado, após o rompimento de um lago de barreira provocado pelo Tufão Lekima, na Província de Zhejiang, no leste da China, informaram as autoridades locais.

Dois dos cinco corpos eram considerados desaparecidos. Até o momento, 14 pessoas continuam desaparecidas, relatou uma fonte do Departamento de Comunicação Provincial do distrito de Yongjia, do Partido Comunista da China.

Com ventos máximos de 187 quilômetros por hora, o Tufão Lekima, o nono do ano, atingiu, na madrugada deste sábado, a cidade de Wenling, na Província de Zhejiang. O distrito de Yongjia foi o mais afetado.

O Lekima trouxe fortes tempestades ao distrito de Yongjia e causou um deslizamento de terra que bloqueou os rios da região, elevando o nível da água em até 10 metros em 10 minutos e deixando 120 moradores ilhados.

Mais de 300 policiais, agentes de segurança pública e equipes de socorro foram enviados ao local para ajudar no trabalho de resgate.

Segundo a meteorologia, o Lekima deve se deslocar a uma velocidade aproximada de 15 quilômetros por hora em direção ao norte e a oeste, com moderação dos ventos.
*Agência pública de notícias da China

Redação

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.