Paraná tem sistema inovador que oferece 380 serviços públicos

Mais de 380 serviços públicos estão disponíveis em uma única plataforma digital que, além disso, permite a interação com o usuário. Esse é o PIÁ – Paraná Inteligência Artificial, desenvolvido pela Celepar para facilitar a vida do cidadão paranaense.

“O PIÁ é o primeiro programa de inteligência artificial do Brasil focado em prestação de serviços à população. Ele resume e representa a estratégia do nosso governo de usar a tecnologia para dar mais eficiência às ações do Estado e melhorar a vida das pessoas”, afirma o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

Ele lembra que o PIÁ é um passo importante para o Paraná se tornar o Estado mais inovador do Brasil. “Buscar a inovação é a nossa estratégia para alcançar a meta maior que é aprimorar a prestação de serviços e, assim, promover avanços nas condições de vida dos paranaenses”, diz Ratinho Junior.

Os serviços podem ser acessados pelo computador ou aplicativo para smartphone e funcionam como canais de diálogo com o cidadão para atender suas demandas. O PIÁ possui níveis de informações personalizadas e aprende a cada pergunta realizada pela sociedade. Para acessá-lo, basta entrar no site www.pia.pr.gov.br ou baixar o aplicativo em lojas virtuais e fazer as perguntas.

O PIÁ congrega, ainda, informações de documentos emitidos pelo Governo Federal e pelos municípios. Também funciona com comando de voz e, a partir das interações, passará a responder de maneira mais assertiva os apontamentos dos cidadãos, inclusive com abertura para reclamações.

INTELIGÊNCIA – O Paraná Inteligência Artificial está entre as ações da Celepar, que vem liderando a transformação digital do Governo do Paraná. Entre janeiro e junho, além do PIÁ, a empresa consolidou tecnologias para incentivar o protagonismo de startups paranaenses e criou dispositivos para gerar mais empregos e facilitar o atendimento de ocorrências das forças de segurança.

“O objetivo da companhia é posicionar-se como principal indutora do ecossistema de inovação do Estado, e fazer com que os dados disponíveis sejam usados para gerar inteligência ao Paraná, e, principalmente, usar a tecnologia para facilitar a vida dos paranaenses”, diz o presidente da Celepar, Allan Costa.

Segundo ele, essa estratégia digital potencializada nos últimos meses é parte de uma mudança de cultura que a companhia estabeleceu junto aos demais órgãos da administração pública para melhorar a oferta de serviços e consolidar o Paraná como Estado mais inovador do país.

TRANSFORMAÇÃO – O governador Ratinho Junior afirma que a transformação é fundamental para aprimorar o uso de dados para fomentar novos negócios e principalmente o agronegócio, principal força motriz do Estado. “Quando se pensa em tecnologia de agrotech, por exemplo, o nome do Paraná tem que estar no topo da lista”, diz. Para ele, isso é possível com govtech (governo totalmente digital), startups a serviço do governo, agrotech e blockchain (segurança digital de dados).

INTEGRAR– O ambiente que a Celepar ajuda a criar será capaz de, futuramente, integrar o conhecimento científico das universidades estaduais, a própria produção tecnológica e iniciativas da área privada, num círculo virtuoso de desenvolvimento de ideias entre o setor público e as empresas. O intuito do trabalho é que a companhia seja a grande guardiã dos dados de todos os paranaenses.

Entre as iniciativas estão o desenvolvimento de aplicativos, sites, assinaturas de termos, viagens como ao Vale do Silício, e a promoção e participação em eventos para fomentar o ecossistema de inovação dentro do Estado.

(AENotícias)

Redação

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.