Maduro ainda manda na Venezuela, mas não pode governar, diz Pompeo

O secretário de Estado americano afirmou que um oficial de inteligência de alta categoria próximo de Maduro desertou na última semana

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, afirmou nesta segunda-feira durante uma viagem à Finlândia que o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, ainda manda no país sul-americano, embora tenha ressaltado que já não tem capacidade para governar.

“Maduro deve ver que seu regime está entrando em colapso. Como já disse antes, ele ainda manda, mas de nenhuma maneira pode governar”, declarou Pompeo à imprensa durante o voo a Rovaniemi, na Finlândia, onde participa entre hoje e amanhã de uma reunião ministerial do Conselho Ártico, segundo informou o site do Departamento de Estado dos EUA.

Pompeo, que deve discutir a crise política da Venezuela com o ministro das Relações Exteriores russo, Sergey Lavrov, ressaltou que a situação do povo venezuelano segue piorando e definiu a posição de Maduro como “frágil”.

“Nesta semana, embora Maduro tenha conseguido manter o controle do exército em alguns aspectos, houve muitos militares que desertaram, entre eles um oficial de inteligência de alta categoria muito próximo dele e de seu antecessor (o ex-presidente Hugo Chávez)”, disse Pompeo.

Os Estados Unidos pediram em várias ocasiões ao exército venezuelano que retire seu apoio a Maduro e que se junte à revolta iniciada na terça-feira pelo líder opositor Juan Guaidó, que se autoproclamou presidente interino do país e foi reconhecido por mais de 50 países.

 (EXAME Notícias)

Redação

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.