Detalhado projeto de reurbanização da Avenida Papagaios

Moradores e comerciantes da Avenida Papagaios conheceram e aprovaram, na noite de ontem (13), o projeto de reurbanização da Avenida Papagaios, uma grande intervenção que está prevista no Plano de Mobilidade Urbana do Município, que será viabilizado com recursos do Avançar Cidades, financiamento que está em vias de ser contratado no Governo Federal, na ordem de R$ 40 milhões e que contemplará intervenções em várias regiões da cidade.

Para a Avenida Papagaios, são cerca de R$ 1,9 milhão na primeira fase. O projeto será desenvolvido em três etapas e foi detalhado pelo diretor da Secretaria de Serviços e Obras Públicas, engenheiro Sandro Camilo Rocha Rancy, e pela gerente do Departamento de Captação de Recursos, Susana Souza. Os moradores puderam tirar dúvidas quanto ao financiamento e ao desenvolvimento das obras. A explanação foi acompanhada pelos secretários Edson Zorek (Planejamento e Gestão), Cletírio Feislter (Casa Civil/IPC), Adelino Ribeiro (Obras) e pelo gestor do Território Cidadão, José Carlos da Costa, Cocão. Os vereadores Carlinhos Oliveira e Celso Dal Molin participaram da apresentação.

O Programa Avançar Cidades é viabilizado com recursos do FGTS. O Município está cadastrado desde 2017 e aguarda agora que o Ministério do Desenvolvimento Regional emita o parecer ao Tesouro Nacional autorizando a contratação por parte do Município. Além da Avenida Papagaios, serão realizadas intervenções nas ruas Xavantes, no Santa Cruz; Gralha Azul, no Guarujá; Itália, no Cascavel Velho; Interlagos e Leonardo da Vinci, no Interlagos, além de acessibilidade e novos abrigos de ônibus, entre outras obras.

Critérios nas obras

Segundo o engenheiro Sandro, foram seguidos critérios para escolha das obras, de acordo com o Programa, para definição das vias, como ruas que contemplam transporte coletivo e intenso comércio, onde podem ser aplicados recursos de financiamento para reestruturação em pavimento de calçadas. Isso elimina justamente o maior temor dos moradores, que seria a retirada do transporte coletivo da via, conforme feedback na noite de ontem (13). Contudo, como o programa federal não contempla recursos para o recape, a reurbanização será feita em três fases.

11 quadras de intervenção

Na Avenida Papagaios, por exemplo, a primeira fase, por meio do Avançar Cidades, contemplará o alargamento da via, num trajeto de 11 quadras, desde a Rua Altemar Dutra até a Rua Condor, com intervenção nas calçadas, criando nichos de estacionamento nos dois lados da via, em paver. A Avenida passará a ter três pistas, com calçadas dos dois lados e aumento de pavimento de rolagem em asfalto e novos abrigos de ônibus.

A segunda fase, por meio de financiamento no Governo do Estado, prevê o recape do pavimento atual e, na terceira, implantação de iluminação em LED em toda a extensão da via.

A mudança atende a uma reivindicação da própria comunidade, levantada, segundo o gestor do Território Cidadão, José Carlos da Costa, o Cocão, durante o período de sensibilização do Território Cidadão VII no Bairro Floresta, em junho de 2018.

(SECOM)

Redação

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.