Cantagalo está de luto oficial por três dias

O prefeito Jair Rocha da Silva assinou na tarde desta quinta-feira (3) o seu primeiro decreto de 2019, sobre um assunto que entristeceu a população de Cantagalo: A morte do médico Paulo Roberto Schmidt, que estava em tratamento de câncer e foi vencido pela doença.

Ele morreu por volta das 9 horas em um hospital de Cascavel, onde estava internado.

Pelo decreto, o Município de Cantagalo terá três dias de luto oficial em memória ao médico que desde 1986 atuava na cidade e região.

Dr. Paulo sempre teve uma atuação marcante na cidade de Cantagalo com o foco de melhorar a saúde pública do município.

Ele foi secretário de Saúde de 1997 a 2000 e também vereador entre 2009 e 2012.

No decreto, o prefeito lembrou que o médico “muito contribuiu para o desenvolvimento do Município de Cantagalo”.

Após um rápido velório na Câmara de Vereadores de Cantagalo, o corpo do médico será trasladado para a cidade de Rio Grande, no litoral do Rio Grande do Sul, onde será sepultado.

 

Redação

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.