Alunas de Cantagalo brilham em evento astronômico no RJ

Maria Eduarda, Karina, e Márian participaram da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica, sob o comando da professora Adriane Veigantes

Três estudantes do Ensino Fundamental do Colégio Estadual Olavo Bilac (CEOB), de Cantagalo, se destacaram na 13ª Mostra Brasileira de Foguetes (MBFOG), um olimpíada experimental que consiste em construir e lançar, obliquamente, foguetes, a partir de uma base de lançamento, o mais distante possível. A instituição de ensino vem se destacando na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), conquistando ano após anos medalhas de bronze, prata e ouro.

Maria Eduarda Brustolin Silveira, Karina da Silva Valiski e Márian Jhoanny Pires da Silva, sob a coordenação da professora Adriane Veigantes Grein, foram campeãs da semana disputando com 44 equipes de todo o Brasil. Desse total, saíram 11 equipes consideradas campeãs, entre elas a de Cantagalo.

O evento aconteceu na cidade de Barra do Piraí, no Rio de Janeiro, e reuniu aproximadamente 1,3 mil alunos e professores de todo o Brasil durante várias semanas, desde outubro. As equipes foram divididas e a cada semana, novos campeões surgiram. O foguete construído pelas alunas de Cantagalo atingiu a marca de 161,1 metros.

Na Jornada de Foguetes, os alunos constroem suas bases de lançamento e utilizam garrafas pet para o experimento. “É uma atividade lúdica, mas a intenção dela é despertar no aluno o interesse pala astronomia e astronáutica, pois, na mesma época que a gente tem para fazer os lançamentos é a época em que se está trabalhando eles para a olimpíada de astronomia, trabalhando em sala de aula. O aluno se sente atraído pela brincadeira e também pelas aulas e atividades experimentais”, diz a professa Adriane.

 

Seleção

As meninas foram selecionadas à Jornada de Foguetes porque na competição realizada no próprio colégio atingiram a marca de 160 metros no lançamento. A partir da seleção, elas iniciaram outra jornada, desta vez em busca de recursos para pagar os custos da viagem e estada no Rio de Janeiro, que ficaria em torno de R$ 7 mil.

A busca de recursos envolveu familiares das alunas, principalmente as mães que não mediram esforços para conseguir o dinheiro. Foram em busca de prêmios para rifa, venderam pasteis na pracinha da Igreja, realizaram pedágios e foram em busca de patrocinadores.

“Essa participação no processo de construção do foguete, da base de lançamento, é uma atividade tão empolgante que é bonito ver o envolvimento da família. Pais e irmãos todos acabam se envolvendo, fascinado pela atividade”, conta Adriane.

As meninas estão retornando do Rio de Janeiro e devem chegar a Cantagalo por volta do meio-dia desta sexta-feira (20). Elas serão recepcionadas com uma grande festa.

Redação

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.