Alécio quer estudo sobre municipalização da água

Presidente do Legislativo, Alécio Espínola (Luiz Carlos da Cruz)

O presidente da Câmara de Vereadores de Cascavel, Alécio Espínola (PSC) decidiu enfrentar o monopólio da Saneopar na exploração do tratamento e fornecimento de água e solicitou um estudo para saber quais as cidades brasileiras o serviço é municipalizado.

Na região Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon é uma das cidades onde o tratamento e distribuição de água está sob responsabilidade de uma autarquia municipal. Criado em 1966, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) abastece a cidade.

“Nós precisamos pensar em romper esse vínculo com a Sanepar, precisamos reagir, municipalizar a nossa água”, afirmou o vereador.

Surto de diarreia

A questão foi levantado em meio a polêmica de um surto de diarreia que assola Cascavel desde meados de dezembro do ano passado. No mês passado, foram coletadas 12 amostras de água da Sanepar e três delas mostraram presença de Cryptosporidium, gênero de protozoário que pode causar diarreia. “Os problemas com o abastecimento e qualidade da água que vêm sendo trazidos à Câmara e discutidos por nós, vereadores, é que me fizeram pensar nessa ideia”, afirma Alécio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.